Loading…

BAIXO RISCO DE LESÃO E ALTA PERFORMANCE

PHAST é uma ferramenta de avaliação fisioterapêutica para análise do perfil funcional e de risco de lesões de forma prática e inovadora.
Saiba Mais

Fraqueza dos abdutores do quadril

A fraqueza dos abdutores do quadril gera uma excessiva queda pélvica do membro inferior (MI) contralateral e adução do quadril ipsilateral, durante tarefas em cadeia cinética fechada (IRELAND et al, 2004).

 

NAKAGAWA et al, 2012 indicaram que a redução da ativação de glúteo médio e da produção de força máxima de abdutores do quadril estão relacionadas com a presença de disfunções na articulação do joelho, como a Síndrome da Dor Patelofemoral.

Nesse sentido, o fisioterapeuta deve avaliar de forma criteriosa e quantitativa a função dos abdutores do quadril com o objetivo de identificar as relações desse fator com disfunções do movimento e queixas álgicas.

Teixeira et al (2015) apresentaram um teste clínico de função dos músculos abdutores do quadril com o objetivo de avaliar esse parâmetro de forma prática e confiável. Os autores encontraram um CCI de 0.98 (0,94 – 0,99) para a confiabilidade intra-examinador e de 0.97 (0,79 – 0,99) para a confiabilidade inter-examinador. Além disso, neste estudo investigou-se a correlação entre esse teste clínico de função dos músculos abdutores do quadril e a medida com o uso de dinamômetros manual (torque isométrico dos abdutores de quadril).

Os resultados revelaram correlação significativa positiva entre o teste com dinamômetro manual para força de abdutores do quadril e o teste de função de abdutores do quadril (r = 0,436; p = 0,001). Acesse o PHAST para conhecer a execução do teste de função dos abdutores de quadril e de outros mais!